- +
04/07/2019

PC Gamer: 6 dicas para montar o seu

 

Gamer que é gamer gosta e precisa de um super computador. Processador, memória, SSD, periféricos... Todos estes componentes necessitam ser de boa qualidade e alta performance. É por isso que a melhor opção é montar – com orientação - o seu PC Gamer do que já comprá-lo todo fechado.

Mas por onde começar? Calma que a gente te ajuda. Anote aí nossas 6 dicas para você montar o seu PC Gamer:

1 – Processador e placa mãe: qualidade e compatibilidade

O processador e a placa mãe são componentes obrigatórios para qualquer computador. Sem eles nenhuma máquina funciona. No caso do PC Gamer essas peças precisam de ainda mais atenção. Para que os jogos rodem com alta performance, os componentes devem ser de alta qualidade. Porém, é imprescindível que processador e placa mãe sejam compatíveis. É possível verificar isso olhando o modelo do socket da placa mãe. Ele deve ser o mesmo do processador. 

Quer um exemplo? O socket dos processadores AMD mais utilizados é o AM4 e, no caso da Intel, a nomenclatura do socket é 1151. Saber disso é importante para que o seu PC Gamer funcione. A compra de processadores de sockets incompatíveis pode gerar danos físicos ao hardware.

2 – Placa de Vídeo: desempenho e qualidades dos frames

Todo PC Gamer precisa de qualidade de imagem para garantir que os gráficos sejam reproduzidos com extrema nitidez e realismo. Para jogos de entrada, mais simples, alguns processadores possuem uma “placa de vídeo” integrada, que pode dar conta do recado. Mas se você quer jogar os jogos mais recentes e pesados, a placa de vídeo é indispensável. 

Neste quesito, a oferta de marcas e modelos é enorme. É importante equilibrar uma boa placa com o processador escolhido. Uma placa de vídeo muito potente em um processador de entrada não vai conseguir trabalhar com toda sua capacidade. Mas pode ficar tranquilo, aqui na Datafor você vai receber a orientação certa de qual a configuração ideal para cada tipo de uso.

3 – Memória RAM para garantir velocidade

É na memória RAM que ficam salvas todas as informações de tudo que está aberto no seu PC, sejam programas ou jogos. Com a exigência e complexidade dos jogos atuais, é recomendado que um PC Gamer tenha, no mínimo, 8 GB de memória RAM. Existem ainda jogos que, para funcionarem em boa qualidade e gráficos em nível alto, necessitam de até mais do que isso.

Além da capacidade de armazenamento da memória, também devemos ficar atentos a velocidade na qual ela trabalha, e isso é medido em MHZ (MegaHertz). Atualmente, uma memória de 2400 MHZ consegue atender bem até ao Gamer mais exigente.

4 – Espaço. Muito espaço

Um PC Gamer precisa de espaço. Muito espaço. Os jogos ficam cada vez maiores, e você não vai querer ter um PC Gamer de alto nível e não poder instalar os jogos porque ele já está cheio. Então não se esqueça de dar prioridade a um HD com grande capacidade de armazenamento. Além disso, é indispensável a utilização de um SSD. Existe uma variedade de modelos, mas é importante prestar atenção nas velocidades de leitura e escrita. Quanto maior, melhor. 

O SSD costuma ter uma capacidade de armazenamento menor, portanto, deve-se instalar sempre o sistema operacional nele e, no restante do espaço, instalar os jogos e programas que você mais utiliza. Eles serão executados com mais velocidade do que os instalados em um HD convencional. 

Ah, e uma dica é não utilizar mais de 85% do SSD. Isso aumenta a vida útil dele! ;)

5 – Fonte: o alicerce para manter o PC Gamer funcionando

A fonte é responsável por entregar aos outros componentes a energia que eles precisam. Aqui, não podemos economizar. A qualidade da fonte é o que vai determinar a vida útil de todo o restante do hardware. Existe um certificado que garante que sua fonte entrega a energia necessária: é o selo 80 Plus. Os níveis de eficiência em ordem crescente são: 80 Plus Standard, 80 Plus Bronze, 80 Plus Silver, 80 Plus Gold, 80 Plus Platinum, 80 Plus Titânio. Quanto mais alto o nível, mais eficiente a fonte. 

No caso do PC Gamer, uma fonte 80 Plus Bronze consegue atender bem; só é necessário ficar esperto à potência da fonte e à exigência dos outros componentes. Geralmente a placa de vídeo é a que precisa de mais potência. Nas suas especificações é indicada a fonte mínima recomendada para o funcionamento correto e o ideal é sempre ter uma fonte com uma sobra de potência para não ter problemas futuros.

6 – Gabinete: a casa do seu PC Gamer

Para armazenar todos estes e outros componentes é importante escolher um gabinete que atenda ao espaço necessário para todas as peças. Além disso, é importante avaliar se a estrutura possui boa capacidade de refrigeração, facilidade de instalação, design e portas USB. 

Gabinetes Mid Tower - de tamanho médio - são os mais utilizados nos PC Gamer atualmente. Fique atento ao espaço para fazer o “Cable Management”, a organização interna de todos os cabos. O acúmulo de muitos deles vai comprometer a refrigeração do computador, levando ao superaquecimento. Esse quadro não só atrapalha a vida útil do PC, mas também a sua jogatina, pois, um computador superaquecido não só perde o desempenho como pode até desligar.

Além de todos estes componentes, também vale a pena investir em acessórios e periféricos específicos como mouses, teclados e headphones que entregam fidelidade e tempos de resposta rápidos para que você não fique em desvantagem quando der de cara com um inimigo nos jogos.

Não sabe onde começar a montar o seu PC Gamer e nem onde encontrar cada componente para o seu computador? Conheça e conte com a Datafor. Nossa equipe está pronta e disponível para te ajudar a montar o computador perfeito para você.

Datafor Informática
Pensou informática, pensou Datafor.